Blog PELEJAS
em 15/02/2011

Ronaldo

Ronaldo passou por grandes momentos no futebol, foram anos gloriosos, uma carreira linda e maravilhosa como ele mesmo citou" Estou encerrado minha carreira como jogador profissional. Foi lindo, maravilhoso, fiz muitos amigos". Mas o corpo foi mais forte, e a luta diária contra os problemas físicos acarretados pelas oito cirurgias ao longo da sua trajetória fizeram com que o fenômeno do futebol pendurasse as chuteiras. Na tarde de segunda-feira no dia 14.02.2010, no CT Joaquim Grava, Ronaldo anunciou o final de sua carreira.

Emocionado, Ronaldo declarou motivos de sua forma física "Quatro anos atrás, no Milan, eu descobri que sofria de um distúrbio que se chama hipotireoidismo, que desacelera o seu metabolismo e que para controlar teria que tomar hormônios os quais no futebol não são permitidos, seriam doping", afirmou, lembrando que o problema dificultou na sua luta para atingir a melhor forma na reta final da carreira.

Muitos agora devem estar arrependidos de terem feito chacota com meu peso, muitos comentários sobre meu peso, mas não guardo absolutamente nenhuma mágoa de ninguém. Mas gostaria de explicar isso no último dia da minha carreira", disse.

Ronaldo fez agradecimentos aos clubes, patrocinadores e a torcida corinthiana, enfatizando seus melhores momentos de sua carreira "Com a Seleção em 2002, qe foi o título mais importante, e o segundo momento foi ter visto esse bando de loucos apaixonados e ter me tornado um deles".

Acho que minha parcela de culpa (sobre a eliminação na Libertadores), mas sou humilde o suficiente para assumir os erros. Sempre faço as coisas tentando ser o mais correto possível para mim e para os outros. Futebol é isso. Se ganha, se perde, e estamos sujeitos a tudo isso".

Por 45 minutos, Ronaldo era pura emoção e precisou se concentrar para segurar as lágrimas e dizer ao mundo que deu adeus ao grande amor da sua vida, o futebol.

Ronaldo passou em grandes times como Cruzeiro, PSV, Barcelona, Inter de Milão, Real Madrid, Milan, Seleção Olímpica,Seleção Brasileira e Corinthians. O Fenômeno já marcou 460 gols como profissional e outros 88 nas divisões de base e jogos festivos. Com isso, Ronaldo tem 548 gols na carreira.

Os 15 gols da carreira de Ronaldo em Copas:

Brasil 3 x 0 Marrocos (1 gol) - Copa do Mundo de 1998
Brasil 4 x 1 Chile (2 gols) - Copa do Mundo de 1998
Brasil 1 x 0 Holanda (1 gol) - Copa do Mundo de 1998
Brasil 2 x 1 Turquia (1 gol) - Copa do Mundo de 2002
Brasil 4 x 0 China (1 gol) - Copa do Mundo de 2002
Brasil 5 x 2 Costa Rica (2 gols) - Copa do Mundo de 2002
Brasil 2 x 0 Bélgica (1 gol) - Copa do Mundo de 2002
Brasil 1 x 0 Turquia (1 gol) - Copa do Mundo de 2002
Brasil 2 x 0 Alemanha (2 gols) - Copa do Mundo de 2002
Brasil 4 x 1 Japão (2 gols) - Copa do Mundo de 2006
Brasil 3 x 0 Gana (1 gol) - Copa do Mundo de 2006

Veja quantos gols Ronaldo marcou pelo Corinthians em jogos clássicos

por: Equipe Pelejas

em 14/02/2011

Campeão Mundial

Devido as constantes recusas das equipes campeãs europeias de viajar para disputar o Mundial Interclubes com o campeão da Taça Libertadores da América, resolveu-se que este título seria decidido em apenas uma partida a ser realizada no Japão.

Com isso a empresa Toyota que passou a patrocinar e organizar a competição, juntamente com a UEFA e a CONMEBOL, que por serem entidades oficialmente ligadas a FIFA, serviram como garantidores do teor oficial desta competição.

A primeira vez aconteceu em 11 de fevereiro de 1981, quando o Nacional de Montevidéu enfrentou o Nottingham Forest em partida realizada em Tóquio.

Com um gol de Vitorino, a equipe uruguaia conquistou seu primeiro título mundial.

O Nacional foi campeão com  Rodolfo Rodríguez, Blanco, Hermes Moreira, Enríquez, González, Milar, Espárrago, Luzardo, Alberto Bica, Victorino e Morales.

Já o Nottingham Forest perdeu com Peter Shilton, Anderson, Lloyd, Burns, F. Gray, O'Neill, Ponte, S. Gray, Robertson, Trevor Francis e Wallace.

por: José Renato Sátiro Santiago Junior/Equipe Pelejas

em 09/02/2011

Campeonato brasileiro

A maior goleada da história dos Campeonatos Brasileiros aconteceu em 9 de fevereiro de 1983.

Naquela ocasião o Corinthians goleou o Tiradentes do Piauí por 10 a 1 na peleja disputada no Canindé, em jogo válido pela sexta rodada da primeira fase do grupo D.

Corinthians e Tiradentes já tinham se enfrentado naquela edição do campeonato no jogo que acabou com a vitória da equipe piauiense por 2 a 1 em Teresina. A campanha do Corinthians era de 3 vitórias em 4 partidas, e 1 derrota para o Tiradentes.

O Tiradentes vinha de 2 vitórias, 1 empate e 1 derrota, por 4 a 0 para o CSA. Ao final daquela fase o Corinthians acabou em primeiro lugar em seu grupo com 12 pontos em 8 jogos. Foram 6 vitórias e 2 derrotas, com 25 gols marcados e 10 sofridos.

O Tiradentes também se classificou para a fase seguinte ao somar 9 pontos, a partir de 4 vitórias, 1 empate e 3 derrotas. Marcou 11 gols e sofreu 21.

A campanha corintiana naquele ano acabou na terceira fase quando ficou atrás de Flamengo e Goiás em seu grupo. Na frente apenas do Guarani.

Já o Tiradentes foi eliminado na segunda fase, quando somou apenas 1 ponto em 6 jogos disputados no seu grupo do qual faziam parte Palmeiras, Flamengo e Americano.

Eis a ficha técnica da maior goleada da história dos campeonatos brasileiros:

Corinthians 10 x 1 Tiradentes
Data: 9 de fevereiro de 1983
Local: Canindé
Árbitro: Aristóteles Ferreira Campos
Público: 17.821

Gols: Sabará de pênalti para oTiradentes aos 18’, Sócrates aos 24’ e 31’, Biro Biro aos 37’,  Sócrates aos 42’e Paulo Egídio aos 44’do primeiro tempo; Ataliba aos 4’, Vladimir aos 8’, Paulo Egídio aos 17’, Sócrates aos 33’ e Vidotti aos 42’do segundo tempo

Corinthians: Solito, Alfinete, Mauro, Daniel González, Vladimir, Paulinho Sócrates, Zenon, depois Eduardo Amorim, Biro Biro, Ataliba, depois Vidotti, e Paulo Egídio. Técnico: Mário Travaglini

Tiradentes: Neto, Valdinar, Baiano. Vagner, Zezé, depois Jeová, Zuega, Sabará, Hélio Rocha, depois Etevaldo, Luís Sérgio, Durval e Janiel. Técnico: Alberino de Paula

Nota-se que o Tiradentes marcou o primeiro gol, isto é, a vitória corintiana foi de virada, consequentemente o goleiro Neto do Tiradentes perdeu a posição de titular para Gilberto após a goleada.

Em tempo, ao longo de toda a história do Campeonato Brasileiro, Corinthians e Tiradentes já se enfrentaram 4 vezes, com duas vitórias para cada lado.

O zagueiro Daniel González também participou da segunda maior goleada da história dos Campeonatos Brasileiro, no ano seguinte, Vasco da Gama 9 x 0 Tuna Luso.

 

Confira as fichas técnicas de todos os jogos do Corinthians

por: José Renato Sátiro Santiago Junior/Equipe Pelejas

em 07/02/2011

Impossível  ao ver o gol de Rivaldo contra o Linense,  não associá-lo ao poema “Gol” de Ferreira Gullar.

A obra do jogador, agora são paulino, foi pura magia.

A obra do poeta, sempre vascaíno, é magia pura.

Confiram as duas obras de arte e tirem as suas próprias conclusões.


Gol de Ferreira Gullar

GOL de Ferreira Gullar

A esfera desce

do espaço

veloz

ele a apara

no peito

e a pára

no ar

depois

com o joelho

a dispõe a meia altura

onde

iluminada

a esfera

espera

o chute que

num relâmpago

a dispara

na direção

do nosso

coração.

 

GOL de Rivaldo

(Crédito da caricatura: Fraga)

por: Equipe Pelejas

em 04/02/2011

Não é pra menos que a nação corintiana esteja revoltada, mais uma vez o Corinthians se despede da Copa Libertadores da América.

Com Ronaldo e o forte elenco do Corinthians um gol da equipe adversária foi o bastante para o sonho de 2011 desmoronar.


Curiosamente, contra o Desportes Tolima, foi a segunda vez que o Corinthians decidiu seu futuro na Libertadores jogando fora de casa.

Pois vejamos:

Em 1977, não passou da Primeira Fase, portanto não houve uma partida decisiva.

Em 1991, pelas Oitavas de Finais, o empate por 1 a 1 com o Boca Juniors, no Morumbi, eliminou a equipe.

Na edição de 1996, nas Oitavas de Finais, decidiu a vaga em casa frente o Espoli. Já nas Quartas de Finais, venceu o Grêmio, em Porto Alegre, por 1 a 0, mas como tinha perdido o jogo de ida por 3 a 0, caiu fora.

Na Libertadores da 1999, pelas Oitavas de Finais, venceu o Jorge Wilstermann, por 5 a 2 jogando em São Paulo. Pelas Quartas de Finais, caiu frente o Pameiras, em jogos realizados no Morumbi.

Em 2000, pelas Oitavas venceu o Rosário Central por 3 a 2, e levou a vaga nos pênaltis por 4 a 3 jogando em casa. Nas Quartas de Finais, eliminou o Atlético Mineiro na partida realizada sob seus domínios por 2 a 1. Por fim, nas Semifinais, foi eliminado pelo Palmeiras, em partidas realizadas no Morumbi, campo neutro.

Na edição de 2003, perdeu para o River Plate no Pacaembu, por 2 a 1, na partida de volta.

Em 2006, novamente foi eliminado pelo River Plate no Pacaembu, por 3 a 1, na partida de volta.

Por fim, no ano passado, caiu no Pacaembu, após vencer o Flamengo por 2 a 1 e ser eliminado pelo critério de gol marcado fora de casa.

por: Equipe PELEJAS

Exibindo posts 110 a 115 (total de 122)
Páginas:
001  002  003  004  005  006  007  008  009  010  011  012  013  014  015  016  017  018  019  020  021  022  023  024  025  
Enquete PELEJAS
Quem será o campeão paulista de 2017?

Corinthians
Ponte Preta
Destaques
02/12/2016
31/10/2016
23/10/2016
22/12/2015
24/11/2014
Arquivo de Posts

Amigos do PELEJAS



@Pelejas
  • Rio-São Paulo do PELEJAS: Palmeiras campeão, Corinthians vice. https://t.co/13B8dBatpO em 22.12.2015 16:39
  • O Rio-São Paulo do PELEJAS (atualização até a 16a. rodada): http://t.co/2Dd58GcNES http://t.co/qzwyeJjjtH em 5.8.2015 09:40
  • O Rio-São Paulo do PELEJAS (atualização até a 10a. rodada): http://t.co/ncHaUUzAxs em 3.7.2015 12:02
Pelejas nas redes sociais
Blog Pelejas Dihitt Pelejas Facebook Pelejas Nossa comunidade no Orkut Aconpanhe nosso RSS/Feed